A arte de ICONS

icons-mockupTá na hora do heroísmo! Está chegando ICONS, o RPG de aventuras de super-heróis mais divertido do Brasil. Se você já pegou na pré-venda, já deu uma folheada no PDF do livro que vem gratuito pra quem compra primeiro. Se não, compra lá e volta aqui!

ICONS foi desenvolvido por Steve Kenson e Dan Houser com regras leves e rápidas (mas bem completas) e um visual e clima de quadrinhos e animações de supers estilo Justice League Unlimited e Batman Animated Adventures. Quando começamos a recriar a arte para a edição brasileira, quisemos manter esse espírito.

Então, logo na capa homenageei o grande Bruce Timm, grande ídolo dos desenhos animados do Batman e Liga da Justiça. O resultado ficou sensacional, reimaginando a capa da edição Assembled, com Saguaro segurando o logo e os demais heróis em pose triunfal. A imagem explosiva de fundo e as cores trazem todas as informações que você precisa, bem estilo capa de gibi número um de quadrinhos de Stan Lee.

apeJá que gostei muito da capa, decidi manter a mesma pegada na arte interior, uma tarefa digna de um Poderoso Saguaro. Mais de 60 ilustrações coloridas! As primeiras ilustrações ainda eram meio indecisas, mas à medida que ia desenvolvendo o restante, pesquisando gibis antigos e artes do mestre Timm, fui chegando ao estilo final, com arte-final ora milimétrica ora um pouco rápida, e cores bem fortes e decididas, com mudanças de tons bruscas e um traço despojado.

Uma coisa que realmente ficou claro para nós é que as ilustrações não podiam ser dissociadas dos personagens icônicos e situações do livro, então decidimos manter as concepções originais de Dan Houser e aplicar meus toques pessoais em cima. Algumas achamos um pouco complicadas de entrar no livro e caíram fora, enquanto outras foram rearranjadas para caber melhor em certas situações – como a abertura do capítulo de Especializações, que fazia muito mais sentido jogar o Algoz ali em sua incrível sequência de treinamento.

Falando em aberturas de capítulo, decidi ir além da intenção das originais e busquei representar cenas épicas de início de grandes arcos em gibis, com fonte especial e impactante. As que mais gosto são a do capítulo Mestrando, com Lugh encarando aquele vilão enorme num cenário de devastação (lembra bastante Superman vs. Doomsday) e a introdução do jogo. Mas nenhum personagem me deu tanto prazer de desenhar quanto o Camarila! Um gorila gigante confederado? Bring it on!

Aliás, recentemente Dan Houser me disse que aquele grupo nas páginas 74-75 é a equipe de jogo dele! Como é uma imagem que ficou bem bacana e tem bastante impacto, passou a fazer parte do marketing do produto.

Como o jogo é rico em ilustrações coloridas, eu e Igor Moreno (diagramador) decidimos deixar o projeto gráfico combinar com tudo. Além das bordas de página trazerem cenas recortadas de HQs com os personagens principais (desafio vocês a criar uma narrativa para elas), possuem uma cor em cada capítulo, o que vai tornar muito mais fácil a consulta. Além disso, da disposição das fontes às tabelas e marcadores, é tudo muito temático e evocativo. E muitas ilustrações interferem no texto, e vice-versa!

Enfim, todo o nosso esforço para este livro era dar a impressão que se tratava de uma imensa graphic novel, com estilos bem icônicos de arte e sempre fazendo vocês, leitores e jogadores, imergirem cada vez mais no universo desse jogo fantástico – um típico comic book!

man