Caso #dndgatebr Carta Aberta ao Mercado

Em virtude da publicação no último dia 21 de março do senhor João Barcelos, CEO da Fire on Board jogos, a Redbox vem a público exercer o seu direito de resposta frente às acusações e inverdades ali expostas. Faremos o rebate de todos os pontos da forma que nos propusemos desde o início do escândalo #dndgatebr, mostraremos trechos de conversas, documentos, videos e trechos do material produzido pelas três empresas nestes 14 meses de negociações da licença do D&D.

Como vocês poderão ver nos prints dos emails trocados em janeiro de 2015 todo o projeto D&D foi iniciado pelo Fábio Ribeiro e pelas três empresas convidadas: Redbox, Meeple BR e Fire On Board no que ficaria conhecido como FMR. Foi encomendado, inclusive, um logo para a nova empresa que se formava:

E a planilha foi preenchida! O Projeto de licenciamento estava pronto para ser enviado para a Hasbro:

Prestem atenção à forma como o João Barcelos preencheu a planilha em anexo deste email…

Continuando com a publicação de João Barcelos:

Atentem para entre trecho da Publicação do João Barcelos e para o início do DOC no último email do João Barcelos, na parte de cima da página 1:

Página 1:

 

Página 2:

Página 3:

Página 4:

 

Continuando com o desmonte da falaciosa resposta de João Barcelos:

Vamos ver se nada se concretizou….

 


Sim mas e sobre a questão da tradução? A Redbox resolveu fazer por conta própria? Não foi um dos assuntos decididos na reunião? Como vocês poderão ver neste email e no video no final desta carta aberta a tradução foi sim decidida por todas as empresas presentes na FMR.

Parando para pensar… Se por acaso a tradução foi uma escolha unilateral da Redbox, e se a Fire On Board nunca trabalhou em conjunto com a Redbox e a Meeple BR para o lançamento do D&D no Brasil, como a Redbox teria os arquivos abertos do Players Handbook?

E dizemos mais… seguindo a linha de raciocínio da Fire On Board, se ela nunca teve absolutamente nada relacionado conosco, por que compartilhou os arquivos do D&D com terceiros?  Isso é uma GRAVÍSSIMA ofensa a qualquer contrato de licenciamento…

 

Para terminar, como prometido adicionamos um video que foi gravado num momento de extrema alegria. Há neste mesmo vídeo uma prova difícil de refutar…